BATERIA PARA CARRO

Seu carro está com a bateria fraca? Saiba o que fazer

carro preto com a bateria fraca

Imagine a seguinte situação: você entra no carro apressado para o trabalho, gira a chave e o automóvel não liga! O diagnóstico para esse sintoma provavelmente é a bateria fraca. Na maioria das vezes, a duração da bateria tem a ver com o seu uso e, claro, com a qualidade do produto. Mas o que fazer quando a bateria estiver “arriada”?

Neste post, daremos algumas dicas sobre o assunto. Por aqui, você vai saber que muitas vezes o barato sai caro e, portanto, o melhor que se tem a fazer é escolher a bateria pensando em sua qualidade, história da marca e durabilidade. Quer saber o que fazer com a bateria fraca? Continue com a gente e acompanhe o nosso artigo!

1. Chame um mecânico de confiança

Se você estiver no meio da rua e o automóvel apresentar a bateria fraca, chame um mecânico de confiança. Se for perto da oficina, ele poderá ir até o local e dar uma examinada no carro. No entanto, se você estiver distante da assistência mecânica, o melhor a se fazer é rebocar o automóvel.

Em uma oficina especializada, o mecânico fará testes com a bateria. Após carregá-la, ele vai observar os resultados que a peça obtém quando é medida pelo voltímetro (aparelho que analisa o estado da bateria). Se o resultado for amarelo ou claro, ou caso o eletrólito esteja abaixo do nível mínimo, não adianta recarregar a bateria pois os problemas vão continuar. Neste caso, o melhor que você tem a fazer é trocar a peça.

2. Procure por vazamentos

Jamais mexa no carro sem óculos e luvas. Procure por vazamentos, rachaduras ou outros danos na bateria. Se não encontrar algum dano, tente a chupeta. Em outra situação, chame um reboque ou troque de bateria. 

No caso de vazamento, pode ser necessário tirar os cabos da bateria descarregada dos terminais e limpar tanto os cabos quanto os terminais. Use uma escova de arame e remova a corrosão. Depois, ligue novamente os cabos nos terminais e dê partida no carro.

3. Aplicando a chupeta

Aplicando a famosa “chupeta”: estacione o carro que será socorrido perto do carro com a bateria descarregada. Estacione de forma que a distância entre ambas as baterias seja curta e prática. Desligue o motor, as luzes, o rádio, o ar condicionado, os ventiladores e todos os componentes elétricos. Faça isso nos dois carros e não deixe que os veículos estejam em contato de jeito nenhum. 

Se os automóveis se tocarem, a chupeta pode criar um perigoso arco elétrico entre eles. O modo mais eficaz é deixar o veículo com a bateria boa ligado para que o alternador também ajude a bateria a entregar energia para o veículo com a bateria fraca.

4. Empurre o automóvel

Se for o caso, estacione o carro em cima de uma ladeira ou chame pessoas para empurrarem o automóvel. Aperte a embreagem e em seguida coloque o carro em segunda marcha. Gire a ignição, mas sem ligar o motor. Isso é chamado de posição de chave número dois, quando a chave é inserida e virada uma vez para a direita. Virar mais uma vez significaria dar a partida no motor, que não é o que você deseja fazer.

Solte os freios, mantenha o pé na embreagem e faça o carro se movimentar. Desça a ladeira ou peça às pessoas para empurrarem. Solte a embreagem rapidamente quando a velocidade atingir 10 quilômetros por hora. O motor deve iniciar, mas, se isso não acontecer, tente apertar e soltar a embreagem novamente.

carro grande com a bateria fraca atravessando um cruzamento
Quando você menos esperar seu carro pode estar com a bateria fraca. Por isso é essencial saber o que fazer.

5. Troque a bateria fraca

Se você está com dificuldade para ligar o carro e tem aquela sensação de que o motor está “pesado” para iniciar o funcionamento, essa é a hora de você trocar a bateria fraca do seu automóvel. A mesma regra se aplica se ocorrer falha em algum sistema elétrico como luz fraca e oscilante, problemas com o sistema de injeção do combustível, aquecedor e ar condicionado.

Você também deve observar as luzes no painel do seu possante. Quando a bateria está fraca, uma luz acende avisando que a peça precisa ser substituída. Além disso, se o carro não liga de maneira alguma, certamente a bateria acabou de vez.

Como já dissemos no início deste post, para evitar problemas como a bateria fraca, você deve escolher uma bateria de qualidade. A Moura atua há mais de 60 anos no mercado, na fabricação de baterias. Além disso, existe um site preparado para fornecer uma bateria nova a qualquer momento e ele se chama mourafacil.com, não deixe de acessá-lo em caso de necessidade. 

A Moura oferece a Linha para Carros que se divide em Linha Automotiva, para carros sem o sistema Start&Stop; Linha Moura EFB, que é uma referência mundial em desempenho e voltada para automóveis com start-stop e Linha Moura AGM, com alta tecnologia e que atende veículos start-stop e automóveis de alta performance.

Agora que você já sabe o que fazer com a bateria fraca do seu automóvel, também poderá escolher a melhor bateria do mercado quando precisar trocar a peça, não é verdade? Saiba que todos os produtos Moura têm garantia da fábrica. 

A Linha Automotiva Convencional possui 18 meses de garantia para automóveis leves (até 78Ah) e 15 meses para veículos pesados (mais de 78Ah). As peças são todas originais de fábrica.

Quer ler mais conteúdos como esse? Acesse o nosso próximo post e saiba como recuperar a sua bateria!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *